Eleito Deputado Federal 10 vezes seguidas!

Quarenta anos de vida pública dedicada ao serviço público pela cidade de Nilópolis,
pelo Estado do Rio de Janeiro e pelo Brasil!

Mensagem recebida por e-mail

Por meios e mídias diversas, temos recebido mensagens de apoio ao deputado Simão Sessim. Sempre que podemos, publicamos. Pedimos que a Janaína nos cedesse uma foto. Ela preferiu que publicássemos uma foto do viaduto de Nilópolis, obra do tempo do Simão Sessim na prefeitura.

Meu nome é Janaína Freitas Gonçalves. Meus pais moravam em Nilópolis, na Baixada Fluminense, no dia em que eu nasci: 13 de fevereiro de 1979 e, por lá ficamos, até janeiro de 2007, quando eu, com 28 anos, me mudei com eles para o bairro de Laranjeiras, no Rio.

Votei pela primeira vez em 1998. Votei no Garotinho para governador e, por indicação dos meus pais e de alguns amigos, no deputado federal Simão Sessim. Repeti o meu voto no deputado Simão em todas as eleições até a última, em 2006, quando votei na Denise Frossard para governadora, porque me desiludi completamente com o Garotinho.

Morando no Rio, eu transferi o meu título de eleitor para cá, mas sempre tenho notícias de Nilópolis e sou testemunha do trabalho que o Simão Sessim realiza por lá.

No último final de semana, fui a Teresópolis. Estava um frio danado e eu fiquei quase o tempo todo em casa. Sai um pouco no sábado e, na rua principal, vi uma porção de placas de candidatos. Aquilo me deu raiva. Essa turma faz muita sujeira.

Mas, quando entrei numa loja de sapatos que tem perto da entrada do shopping principal, encontrei uma moça que conversava com alguém sobre eleições e pedia o voto para o Simão Sessim: “ele é o candidato do Mário Tricano”, dizia a moça.

Eu entrei na conversa e disse: “olha eu nem sei quem é esse Mário Tricano, mas o Simão Sessim eu conheço. Esse é muito bom sujeito. Eu sou de Nilópolis e posso garantir que se ele é um político maravilhoso. Ele faz uma coisa que nenhum político faz: ele atende o povo na casa dele. O Simão é tão respeitado em Nilópolis, que foi prefeito da cidade há mais de 30 anos e no ano passado elegeu o filho para o lugar.

A moça que defendia o deputado Simão Sessim, virou pra mim e disse: “você sabe que eu devo muito ao Simão e não por conta de algum favor que ele fez diretamente pra mim. Mas, por causa das obras que o Prefeito Tricano fez no meu bairro com os recursos que o Simão conseguiu em Brasília”.

Puxa, gente, eu fiquei feliz e resolvi mandar esse depoimento para vocês. Dê um abraço apertado no deputado, que eu aprendi a chamar em Nilópolis de “tio Simão”.

Beijos.

A Estátua de Bellini

O Ancelmo Góis nos fez voltar no tempo, para rever, na memória, o futebol-arte.

“De encontro entre os torcedores que frequentam o Maracanã, a estátua do Bellini, como é conhecido o monumento na entrada do estádio que oficialmente nem tem este nome, acredite, está desde junho de 2008 sem a placa com os nomes dos jogadores da nossa seleção de 58, a primeira campeã. A secretária do Esporte, Márcia Lins, que  cuida do estádio, diz que  ao tomar conhecimento do roubo  da homenagem, uma “ação de vândalos”, informou a Secretaria de Conservação, criada este ano, e que cuida da área externa do Maracanã.

Ontem, o secretário Carlos Roberto Osório prometeu que em 30 dias a placa estará de volta ao seu lugar. Agora é torcer, é cobrar.”

Coluna do Alcelmo Gois  -O GLOBO -14.09.10


Ancelmo Góis publicou esta nota sobre o desaparecimento da placa que estava colocada aos pés da estátua de Bellini, localizada no Maracanã.

A obra contém uma história interessante do amor e do carinho que o empresário Abraham Medina teve pela Cidade do Rio de Janeiro.

A estátua foi uma homenagem que ele prestou à Seleção de 1958, que conquistou a primeira Copa do Mundo para o Brasil e ao povo do Rio de Janeiro, naquele momento, Capital do País que deixava clara a sua disposição de ser confirmado como o País do Futebol.

Bellini foi capitão do time, uma equipe que contou com a estréia de Pelé, então com 16 ou 17 anos, com o futebol arte de Garrincha, Didi, Zagallo, Vavá, Gilmar, Mazzola e Zózimo, entre outros maravilhosos jogadores, que o mundo reconheceu como craques.

A nota do Ancelmo me fez voltar no tempo. Quando o Brasil se sagrou campeão, eu estava com 23 anos de idade e como sempre gostei de futebol, naqueles dias, parei tudo o que estava a fazer, para torcer pelo Brasil.

O povo brasileiro vibrou em cada jogo e o mundo ficou estupefato com as jogadas que o time brasileiro desenvolvia em campo. Desde o primeiro jogo, ficou evidente a possibilidade absoluta de o Brasil ser campeão.

Apesar da sua superioridade, o time entrou em campo com humildade, jogou cada jogo como se fosse o jogo da decisão. E com humildade, muita alegria, disposição, nós avançamos em direção ao título, jogo a jogo.

Hoje, olho para o futebol praticado por aquele time e verifico que perdemos muito do futebol-arte, da magia que nos fazia contrariar até as leis da física, para, focados, colocarmos a bola na rede.

Valeu, Ancelmo, pela oportunidade de nos fazer voltar no tempo para lembrar do surgimento do futebol-arte, mas para também recordar que houve entre os cariocas, um brilhante empresário, que não pensava duas vezes, quando o Rio de Janeiro era o tema.

Depoimento

Sou Luiz Claudio Bezerra Lacerda, professor, casado,  tenho 37 anos e sou nascido e criado em Nilópolis. Diante do atual cenário político de nossa cidade, resolvi contribuir com este texto, que ilustra bem a situação favorável em que se encontra nossa cidade.

“Para quem sabe ler…”

João concorre, com mais 2 candidatos, ao posto de síndico do meu condomínio pela primeira vez. Ele não tem qualquer planejamento concreto e se mostra instável no trato com vizinhos, deixando transparecer, inclusive, certa falta de caráter. João adora intimidar a todos repetindo a gritos o irritante bordão: “É JOÃO NELES !!!”.  Seu único motivo é tentar anular as chances de José manter o posto que tão bem conduz.

José síndico por OITO mandatos consecutivos, íntegro, presenciou a construção de cada casa, cada metro quadrado, e conhece cada morador. Em reuniões de síndicos de condomínios sempre se destaca, visto que todos querem escutar o que tem a dizer em virtude de sua vasta experiência.

Muitas vezes nesses longos anos como síndico, abriu mão de estar com a própria família para atender às necessidades dos que nele confiaram.

Hoje, além de toda a experiência, Seu José conta com a credibilidade de ter chegado à melhor idade sem qualquer mácula em seu currículo. E seus filhos, já crescidos, o ajudam na administração enquanto ele trata de buscar recursos para propiciar aos moradores mais bem-estar.

Fiel a seus princípios, e homem de palavra, José tenta manter-se no posto para o bem comum em sua vizinhança.

Já o terceiro candidato é uma empresa. Em outras palavras, raramente seus agentes veriam os moradores do local. Tudo seria tratado da forma mais fria possível. Muitos moradores sequer chegariam a conhecê-lo.

Com base nas informações acima, quem deve assumir o posto de síndico do condomínio onde moro?

“É uma honra ter ajudado a elaborar o Código de Defesa do Consumidor”

Editor: Jackson Vasconcelos

O deputado federal Simão Sessim fala sobre a elaboração do Código de Defesa do Consumidor.

Ontem, numa conversa informal em Seropédica, cidade que ele tem ajudado com o seu trabalho em Brasília, o deputado federal Simão Sessim comentou as sessões agitadas da Câmara e do Congresso Nacional, para votação, em 1990, do Código de Defesa do Consumidor, que comemorou 20 anos de existência.

“Estávamos em 1990 e eu exercia o 3º mandato de deputado federal. Naquele ano, trabalhamos muito para dar ao Brasil uma legislação moderna, que garantisse as relações de consumo. Antes da lei, a população esperava décadas para ser ressarcido de um prejuízo causado pelo comércio. Muita gente até desistia. Quando você comprava algo com defeito ou pagava por um produto e não recebia ou recebia outro com qualidade inferior, ficava com o prejuízo”.

Simão Sessim lembrou que um dos temas mais debatidos foi a questão nova da propaganda enganosa. “O Brasil não tinha experiência com o fato. E, poucos parlamentares entendiam que é preciso haver responsabilidade na propaganda. Mas, o conceito venceu”.

O deputado lembrou ainda que antes do Código, promulgado em setembro de 1990, as relações de consumo no Brasil eram enquadradas numa Lei de 1951, a chamada Lei dos Crimes Contra a Economia Popular, que tinha – tem ainda, porque continua em vigor – o nítido teor criminal e, por isso, alongava no tempo as questões mais simples nascidas da relação de consumo.

“A lei, na verdade, entrou em vigor em março de 1991, seis meses após promulgada pelo Presidente da República e até nisso ela foi moderna e democrática, porque concedeu um prazo para adaptações”.

Em seguida, Simão Sessim lembrou o problema criado pelos bancos, que se entendiam dispensados do cumprimento dos dispositivos do Código. “Uma bobagem”, afirmou o deputado. “Mas, uma bobagem que deu trabalho aos defensores dos consumidores e custou caro ao Brasil, porque durante quase 10 anos, até que o Supremo Tribunal Federal definisse a questão, a rede bancária, as operadoras de cartão de crédito e as instituições financeiras conseguiram fugir à responsabilidade de cumprir os dispositivos do Código”, ele salientou.

No final, Simão Sessim afirmou: “Por decisões como a que deu existência ao Código de Defesa do Consumidor, é que o exercício do mandato legislativo vale a pena. E, o nosso trabalho no campo do Direito do Consumidor, não parou em 1990. Temos ido além, para estabelecer e aprimorar normas importantes para as relações de consumo e uma delas, mais recente, diz respeito aos serviços de telemarketing, outro avanço importantíssimo neste campo”. Encerrou o deputado Simão Sessim.

Itaguaí, compromisso de uma vida toda

Dois importantes líderes religiosos de Itaguai falam sobre o meu trabalho que realizo há 32 anos em favor da cidade.

Nós somos testemunhas do trabalho que o deputado federal Simão Sessim, que cumpre o oitavo mandato consecutivo de deputado federal, tem feito em defesa da educação profissional, dos aposentados e pensionistas e dos interesses da população mais pobre.

Nestes 32 anos de mandato, ele dedicou especial atenção a Itaguaí e conquistou para a cidade, entre outras obras e realizações:

1. A construção da estrada Rio-Santos.

2. O Porto de Sepetiba e depois, a troca do nome dele para Porto de Itaguaí, decisão que tornou o município conhecido em todo o mundo.

3. A dragagem dos rios que atravessam a cidade.

4. A construção do sistema de abastecimento de água.

Desse modo, o deputado federal Simão Sessim abriu para Itaguaí a oportunidade de receber os benefícios do desenvolvimento econômico e social, que acontece em toda a região e no estado, situação responsável pela construção do Arco Metropolitano, que também tem contado com o apoio dele desde a elaboração do projeto.

Por todos estes motivos e para permitir que Itaguaí continue a ter em Brasília uma representação de qualidade e voltada para os interesses da cidade, nós pedimos o seu voto para o deputado federal Simão Sessim – 1125 e solicitamos a sua ajuda com o trabalho de conquista de novos eleitores.

Bispo Ronaldo

Pastora Márcia.

Boa notícia.

Berenice Seara comunica a criação de mais uma escola técnica e de uma faculdade.

Prefeitos da Região dos Lagos.

Logo cedo, numa conversa por telefone com o deputado Simão Sessim, ele nos sugeriu a leitura de uma nota publicada na Coluna “Extra, Extra”, da jornalista Berenice Seara, do jornal Extra.

“Gostei da notícia”, disse o deputado, “porque ela demonstra que cresce o número de escolas técnicas no estado, a partir da percepção dos agentes públicos da importância que tem para os jovens, principalmente, para os jovens mais pobres, a profissionalização mais cedo e eficiente”, ele salientou.

O deputado lembrou que, em março de 2009, os prefeitos da Região dos Lagos aproveitaram a inauguração do IFF – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (antigo CEFET Campos), para  reafirmarem a prioridade que têm dado à instalação de escolas técnicas.

“Em Nilópolis, o modelo é um sucesso. Fico orgulhoso, porque com o meu trabalho, permiti a criação da escola e a transformação dela em Instituto Federal de Educação. Hoje, o Instituto de Nilópolis está entre os melhores do Brasil”, reafirmou o deputado.

Palmas para Búzios e para o Prefeito Mirinho Braga.

Nota da Berenice:

“Niemeyer em Búzios: Búzios vai ganhar um complexo com escola técnica, faculdade de oceanografia e aquário com espécies da fauna marinha local. O complexo ficará perto do aeroporto e o projeto será do escritório Niemeyer de arquitetura, sob orientação do próprio Oscar Niemeyer”.

Entrevista ao Jornal O DIA.

O jornal O DIA abriu espaço para os candidatos. Eu fui entrevistado ontem e a matéria publicada hoje, dia 02 de setembro.

Simão Sessim

Apesar do pequeno espaço para falar sobre mais de 30 anos de vida pública e para expor as minhas propostas para os próximos quatro anos, a matéria resume bem todo o trabalho.

Clique aqui para ler.

Parabéns professores!

Cresce o grau de confiança do povo brasileiro nos professores.

O último número da revista Educação, na coluna Mosaico, de Beatriz Rey, traz uma excelente noticia para professores e alunos.

A GfK, empresa de pesquisa de qualidade, identificou um aumento significativo no grau de confiança que a população brasileira deposita nos professores do ensino fundamental e médio.O dado demonstra que entre 2009 e 2010, o índice de confiança saiu de 81% para 87%. Em 15 países da Europa, nos EUA e Colômbia, o índice é menor: 84%.

O dado é relevante e sinaliza para os governos a existência na sociedade de um grupo de pessoas capaz de promover o desenvolvimento social com base em virtudes morais importantes.

Como professor, sinto orgulho com o dado, sem duvida, fruto do trabalho abnegado de profissionais que, no Brasil todo, enfrentam com galhardia toda sorte de adversidades. Fora da sala de aula, sinto orgulho.

Parabéns, UNIFESO! Parabéns Professora Denise Leite Maia Monteiro!

Atento às questões que envolvem a cidade de Teresópolis e sua população, o deputado Simão Sessim, encontrou a notícia importante sobre o trabalho de um dos professores da UNIFESO.

O deputado Simão Sessim mantém estreitas relações políticas com Teresópolis e, por conta disso, está sempre atento às notícias que falam sobre a Cidade e sobre a sua população. Uma, em especial, chamou a sua atenção no momento em que ele retomava a leitura, depois da cirurgia a que foi submetido no ombro esquerdo.

Ele, então, resolveu publicá-la, pela importância que ela tem como efeito-demonstração do resultado da qualidade do ensino que há em Teresópolis e da relevância do papel dos professores para o grau desta qualidade.

A notícia fala sobre o trabalho da professora Denise Leite Maia Monteiro, que realiza um bom trabalho na UNIFESO, Centro Universitário da Serra dos Órgãos.

A notícia está publicada no site www.guiatere.com, que o deputado segue no twitter, e reproduz uma nota da  Assessoria de Comunicação Social da UNIFESO. Diz  ela:

“Os trabalhos de pesquisa realizados pelos docentes do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) têm sido, cada vez mais, valorizados e reconhecidos no país e no mundo. Depois de ter apresentado dois trabalhos no Congresso de Montpellier, na França, a tese de doutorado da professora Denise Leite Maia Monteiro, da disciplina Obstetrícia e Ginecologia do curso de Medicina, e doutora em Saúde da Criança e da Mulher, foi publicada em uma conceituada revista internacional.

Defendida em agosto de 2008, no Instituto Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz, a tese “Lesões Intra-Epiteliais Cervicais em Adolescentes: Incidência e Prognóstico em dois anos” teve o objetivo de avaliar a incidência das lesões no colo uterino causadas pelo vírus HPV em adolescentes que apresentavam vida sexual há, no máximo, um ano, e avaliar ainda a evolução dessas lesões em um período de dois anos de seguimento estudo, realizado aqui no Brasil, foi destaque na revista norte-americana “Journal of Pediatric and Adolescent Gynecology” no mês de agosto.

Resultados do empenho e da dedicação.

Para concluir este trabalho, foram cinco anos acompanhando 403 adolescentes após o início da atividade sexual, atendidas no Hospital Federal Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro. A partir daí, a pesquisa constatou que a incidência de lesões cervicais, no primeiro ano de atividade sexual, foi de 24,1%, o que significa que 1 em cada 4 adolescentes desenvolve lesão intra-epitelial cervical já no primeiro ano de vida sexual, alcançando 40% em cinco anos de vida sexual.

O estudo também revelou que grande parte dos casos de infecção por HPV não causa sintomas. Entretanto, nos casos persistentes, pode levar ao desenvolvimento de lesões que antecedem o câncer do colo do útero. “Felizmente, confirmamos grande taxa de regressão dessas lesões, mesmo nos casos de lesões de alto grau, que alcançou 50%. No Brasil, estima-se que 3% das mulheres infectadas por um tipo viral oncogênico poderá desenvolver câncer de colo uterino quando não são adotadas medidas preventivas”, acrescentou a Doutora Denise.

63 anos de uma bonita história.

Nilópolis está comemorando 63 anos de emancipação. Cláudio de Oliveira, Diretor do Patrimônio Histórico de Nilópolis, conta, no site http://www.baixadafacil.com.br/historia/nilopolis.php, o início desta história.

Quase toda minha vida eu tenho dedicado ao povo de Nilópolis, primeiro como professor, depois como Secretário Municipal e Prefeito e, logo depois, a partir de 1979, como deputado federal. Atualmente, cumpro o oitavo mandato em campanha eleitoral para, se Deus assim o permitir, conquistar o nono.

Nestes mais de 40 anos de serviços prestados à população da cidade, tive o privilégio por Deus concedido, de participar com o meu trabalho, do crescimento e desenvolvimento da cidade, com a construção de obras e medidas que melhoram o nível dos serviços de educação, saúde e infra-estrutura. Mas, de todas as contribuições que tenho dado do desenvolvimento de Nilópolis, a Escola Técnica é razão do meu melhor sentimento. Por ela, ao longo dos anos, passaram jovens que, sem ela, não teriam alcançado o sucesso profissional e as oportunidades de trabalho e salário digno que conquistaram.

A Escola está hoje entre as 20 melhores em funcionamento no Estado do Rio de Janeiro e se me desse a escolher um ponto que seja um marco na minha relação com Nilópolis, eu, sem pestanejar, diria, que a oportunidade de dar para a cidade um centro de formação profissional com elevada qualidade.

Bem, fico feliz com o aniversário da minha cidade e mais feliz ainda, porque eu posso, com a ajuda de Deus e da minha família, humildemente, mas com muito orgulho, ser parte desta história.

A cada novo aniversário da cidade, me volta à lembrança, os bons e difíceis momentos que ela conheceu e as pessoas que, com o seu trabalho e dedicação, algumas com mais fama, outras com menos reconhecimento justo, permitiram que chegássemos a 2010, numa Nilópolis que dá orgulho a todos os que a têm por berço de nascimento ou por adoção.

A Prefeitura preparou um excelente calendário de comemorações, com muita música e muita festa. Eu fico com as apresentações do show Gospel e sobre ele, trago a notícia divulgada pelo site da baixada.

http://noticias.sitedabaixada.com.br/cidades/nilopolis/2010/08/10/gospel-encerra-shows-pelo-aniversario-de-nilopolis:

No dia 23 de agosto, quem vai animar o público na festa do aniversário de Nilópolis, serão os cantores Pastor Antônio Cirilo e Ludmila Ferber.

O evento é uma tradição nas comemorações do aniversário da cidade, onde a Prefeitura faz questão de promover um culto evangélico, o qual reúne anualmente milhares de pessoas no Centro Municipal de Eventos.

Antônio Cirilo da Costa nasceu em Rio Vermelho (MG), é pastor, cantor e missionário, fundador e líder do ministério de louvor Santa Geração, na Igreja Batista de Contagem, em Minas Gerais. Além disso, é escritor, compositor e arranjador. O pastor Cirilo é reconhecido tanto no Brasil como no exterior. Já esteve em vários países, como Japão, África do Sul, Estados Unidos da América e Canadá. Apresenta semanalmente um programa de TV na Rede Super, que pode ser assistido no Youtube.

Ele é conhecido por suas composições que alcançam a vida de várias pessoas. Músicas de sua autoria que se tornaram famosas no meio evangélico, como “Poderoso Deus”, “Tua Presença É Real”, entre outras estão no repertório preparado para o show de Nilópolis.

Ludmila Ferber começou sua carreira musical no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, em uma igreja local. Participava do louvor na igreja, porém não tinha ambições artísticas. Apesar de todo seu apogeu, Ludmila sofreu muitos preconceitos por causa de seu vibrato, para muitos não seria uma voz comercial.

Entretanto todos esses argumentos se desfizeram quando foi lançado seu primeiro Cd solo o álbum Marcas em (1996) e a partir deste lançamento sua carreira se consolidou ainda mais alcançando prestígio por toda a nação.

Em 2000, Ludmila Ferber fundou seu próprio selo, o Kairós Music, que deu origem também ao Ministério Adoração Profética. Atualmente Ludmila Ferber é pastora da Igreja Celular Internacional no Rio de Janeiro, igreja que fundou, e preside, com seu marido desde 1999.

Ambos prometem encerrar com chave de ouro os shows em comemoração ao 63º aniversário de Nilópolis. Os portões do Centro Municipal de Eventos serão abertos às 18h e a entrada é um quilo de arroz ou feijão que serão doados aos assistidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social de Nilópolis.

Por fim, cabe destaque para o site criado pela Prefeitura especialmente para as comemorações do 63º aniversário da cidade. Podendo, visite. Vale conhecer: http://lib.sitedabaixada.com.br/hotsites/nilopolis63anos

Feliz aniversário, Nilópolis!