Setor da Construção civil aquece com Programa Minha Casa Minha Vida

O deputado federal Simão Sessim, (PP-RJ), usou a tribuna da Câmara dos Deputados para dizer que a decisão do Governo Federal de aumentar a oferta de moradias no país, com a construção de mais 600 mil unidades populares do Programa Minha Casa Minha Vida, vai aquecer o setor da construção civil no Brasil.

A medida anunciada pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, deve beneficiar uma grande parcela da população da Baixada Fluminense, região que tenho a honra de representar e onde o Programa Minha Casa Minha Vida já é uma realidade, com a construção de dezenas de milhares de imóveis populares, sobretudo em cidades como Nova Iguaçu, Queimados e Duque de Caxias”, lembrou Simão Sessim.

Levantamento da Fundação Getúlio Vargas, divulgado em 2014, dava conta, de que, embora o programa Minha Casa Minha Vida tivesse reduzido, ao longo de cinco anos, o déficit habitacional do país em 8%, o número de famílias de baixa renda, sem condições adequadas de habitação, continuava a crescer por conta da expansão da população.

Há dois anos o déficit habitacional era de aproximadamente 5,2 milhões de lares. A expectativa é a de que esse déficit chegue a 20 milhões de famílias, até 2024.

Mas não podemos esquecer que, pelo lado econômico, o Programa Minha Casa Minha Vida também é capaz de gerar empregos e movimentar a cadeia produtiva da construção civil. O setor da construção emprega 13% da força de trabalho, representando 10% do PIB brasileiro”, finalizou o parlamentar.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: