Pesquisa da Firjan aponta que iniciativa privada tem potencial para investir em saneamento básico no Rio de Janeiro

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), usou a tribuna da Câmara dos Deputados, nesta quinta (14), para apresentar números de um estudo da Firjan, intitulado “Saneamento no Estado do Rio de Janeiro – Cobertura e oportunidades de investimentos”, acaba de apurar que, pelo menos vinte municípios fluminenses, têm potencial para concessões que podem melhorar a oferta e a qualidade dos serviços. De água e esgoto.

O estudo aponta que a concessão de serviços de saneamento básico para o setor privado pode atrair R$ 7 bilhões em investimentos para o Estado do Rio de Janeiro, até 2033”, disse Simão Sessim.

A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro avaliou 70 cidades, onde vivem 96,6% da população estadual, com os últimos dados disponíveis relativos aos municípios, do IBGE e do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento de 2105.

O estudo mostra que 1,2 milhão de cidadãos fluminenses não possuem acesso à rede de abastecimento de água e que 5,6 milhões não contam com coleta de esgoto. Outro número preocupante revela que 65,8% do volume produzido de esgoto não é tratado.

É muita infelicidade para tanta gente num só estado. Apenas para termos uma pequena ideia, na Baixada Fluminense, apenas 7,4% do total de esgoto produzido na região são tratados”, relatou o parlamentar.

Simão Sessim ressaltou que a Firjan entende que, como o poder público passa por cenário de escassez de recursos, ampliar a participação do setor privado pode destravar os investimentos em saneamento. “As concessões ajudariam na melhoria da oferta e da qualidade dos serviços, na geração de empregos e na injeção de recursos nos municípios fluminenses”, finalizou o parlamentar.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: