Dilma Rousseff recebe do Congresso relatório da CPMI sobre violência contra a mulher. (Foto: "Rodolfo Stuckert")

Dilma Rousseff recebe do Congresso relatório da CPMI sobre violência contra a mulher.

Dilma Rousseff recebe do Congresso relatório da CPMI sobre violência contra a mulher. (Foto: "Rodolfo Stuckert")

Dilma Rousseff recebe do Congresso relatório da CPMI sobre violência contra a mulher. (Foto: “Rodolfo Stuckert”)

O Segundo secretário da Câmara dos Deputados, Simão Sessim (PP-RJ), participou, nesta terça (27), da sessão solene do Congresso Nacional, onde a presidente da República, Dilma Rousseff, recebeu o relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Violência Contra a Mulher, aprovado em julho deste ano. Foram mais de 18 meses de investigação. O documento revela que 92 mil mulheres foram assassinadas no Brasil nos últimos 30 anos, realidade que coloca o Brasil como o sétimo país com o maior número de assassinatos de mulheres no mundo.

A presidente Dilma disse que o governo quer atuar junto a todos os poderes da República, aos estados, municípios e movimentos sociais, para mudar as leis e coibir a violência contra a mulher. “As mais de mil páginas desse relatório, fruto de 18 meses de trabalhos do Congresso Nacional, contam histórias trágicas que devemos repudiar e que têm que nos levar a agir com toda a nossa determinação para que não se repitam”, destacou a presidente.

Segundo um levantamento do Instituto Sangari, nos últimos dez anos, 43 mil mulheres foram assassinadas em casos de violência doméstica.

O governo deve investir nos próximos dois anos R$ 265 milhões no combate à violência doméstica, sendo que R$ 138 milhões já em 2013.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: