Tag archive: Sessão solene

Câmara homenageia o Dia Nacional do Idoso

O Dia Nacional do Idoso, em 1º de outubro, foi comemorado pela Câmara dos Deputados na última terça-feira (3), em sessão solene no plenário.

O Deputado Simão Sessim (PP-RJ) disse que é preciso reverenciar a pessoa idosa e tratar o próprio futuro com respeito e dignidade.

Não podemos esquecer que estamos, todos, vivendo num mundo de transformações, de novos desafios. E um deles é como convivermos nos próximos tempos com a chamada Terceira Idade de forma a combatermos a incompreensão, o descaso e o próprio desrespeito com essa nobre faixa etária”, disse.

Continue reading

Sessão solene na Câmara comemora os 70 anos de criação do SESC

O trabalho desenvolvido junto a sociedade pelo Serviço Social do Comércio – SESC foi tema do pronunciamento do deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), nesta quarta-feira (19), no plenário da Câmara dos deputados.

Criado em setembro de 1946, o Sesc é mantido pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo. É uma Instituição de natureza privada, com finalidades públicas, sem fins lucrativos. Sua atuação baseia-se na garantia do bem-estar dos trabalhadores do comércio de bens serviços e turismo, de seus familiares e da comunidade em geral.

Continue reading

Simão Sessim preside sessão solene em homenagem aos professores

A Câmara dos Deputados realizou, nesta quarta-feira (15), sessão solene para homenagear o Dia do Professor. Os deputados destacaram a importância dos professores e pediram mais respeito e valorização a categoria.

O deputado Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora, presidiu a sessão solene e, em nome da mesa diretora, destacou a necessidade de mudanças na educação do país. “É fato largamente conhecido que um dos principais entraves ao desenvolvimento do Brasil é a precariedade do nosso ensino, realidade que em grande parte resulta do descaso histórico a que os professores têm sido relegados. Tal realidade precisa mudar com urgência, pois sem remuneração compatível com a sua importância, sem motivação e com baixa autoestima nossos professores jamais conseguirão reverter o quadro dramático da educação pública nacional”, declarou.

O parlamentar disse que o professor é o principal ator do movimento pela melhoria da qualidade do nosso ensino, por isso precisa ser valorizado. “Educar bem, preparar o cidadão para pensar e interpretar a realidade, refletir e posicionar-se criticamente em relação ao mundo, é tarefa difícil e complexa, e precisamos criar mecanismos capazes de atrair para o magistério os nossos melhores quadros”.

O segundo-secretário da Câmara ressaltou que os legisladores sabem que não basta aprovar boas leis. É preciso criar um ambiente institucional favorável a que as normas legais saiam efetivamente do papel. “Hoje, quando nos reunimos para celebrar o Dia do Professor, quero reiterar o compromisso da Câmara dos Deputados em assegurar melhores condições de trabalho a todos os nossos mestres. Afinal, sem educação não há cidadania, não há competitividade, não há a certeza de um futuro melhor para a Nação”, concluiu Simão Sessim.

Trabalhadores são homenageados em sessão solene na Câmara Federal

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora, presidiu, nesta quinta-feira (15), sessão solene para homenagear trabalhadores brasileiros pela passagem do dia do trabalho. Ele informou, em seu discurso, que o Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio, na maior parte do mundo, numa alusão à famosa greve dos trabalhadores de Chicago, ocorrida em 1886.

É interessante lembrar que, enquanto milhares de trabalhadores americanos, organizados, cruzavam os braços para reivindicar a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas, entre nós a escravidão só seria abolida dois anos depois, em 1888. Sabemos o quanto o passado escravista marcou a sociedade brasileira na sua maneira de tratar e de pensar o trabalho e os trabalhadores”.

O Brasil foi o último país do mundo a abolir o trabalho escravo, mas segundo o deputado Simão Sessim os reflexos da herança escravocrata podem ser encontrados até os dias atuais.

A chegada ao Brasil dos imigrantes europeus contribuiu muito para o fortalecimento do movimento sindical, eles trouxeram ideias avançadas sobre organização dos trabalhadores e leis trabalhistas.

Em 1906, após a realização do I Congresso Operário, no Rio de Janeiro, na qual os anarquistas tiveram importante participação, os trabalhadores brasileiros ganharam as ruas para propagar suas ideias, fazer comícios e reivindicar mudanças nas relações de trabalho.

O tom de enfrentamento entre trabalhadores, patronato e a polícia durante as comemorações do 1º de maio foi a regra até a ascensão de Getúlio Vargas ao poder quando conseguiu transformar o Dia do Trabalho numa festa em que eram anunciadas medidas de grande impacto na vida dos trabalhadores, como a lei do salário mínimo, a criação de uma Justiça Trabalhista e a Consolidação das Leis do Trabalho”, disse Sessim.

O Dia do Trabalho voltou a ganhar destaque na história durante o final da década de 70, quando os sindicatos começaram a recuperar sua capacidade de ação e reinvindicação.

Vitórias importantes foram alcançadas, jornada de trabalho de 44 horas semanais, férias remuneradas, aposentadoria e 13º salário. São direitos inimagináveis há pouco mais de um século, quando se escolheu o 1º de maio para as comemorações do Dia do Trabalho” relatou.

Simão Sessim concluiu o discurso saudando todos os trabalhadores, que de acordo com o deputado desempenham papel estratégico na geração da riqueza nacional.

Reitero minha disposição de trabalhar sempre, no âmbito das minhas competências, para que o esforço muitas vezes sobre-humano destes homens e mulheres seja devidamente recompensado por salário justo e condições dignas de trabalho”.

Simão Sessim preside sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Ter uma deficiência não é um problema. Encontrar barreiras para exercitar a cidadania, trabalhar, estudar, se divertir e se integrar à sociedade – isso sim! – é um problema. A afirmação é do segundo-secretário da Câmara dos Deputados, Simão Sessim (PP-RJ), que presidiu, nesta terça-feira (03), uma sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

Para Simão Sessim, os deputados precisam agir propondo inovações legislativas para combater os preconceitos e incentivar a implantação de políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência, nos estados, nas cidades e nos bairros.

“A comemoração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência oferece-nos a possibilidade de enriquecer o debate e encontrar soluções para os problemas que milhões de cidadãos brasileiros ainda enfrentam cotidianamente, problemas esses que os impedem de exercer plenamente a cidadania, a liberdade e a autonomia que lhes são asseguradas pela Constituição”, disse o deputado.

O segundo-secretário da Câmara explicou, também, que pessoas com deficiência enfrentam desafios adicionais, em consequência de suas limitações e das inúmeras barreiras que a sociedade coloca em seu caminho. “As formas e níveis de exclusão sofridos por esses indivíduos são variados, e se manifestam de acordo com fatores como o tipo de deficiência, o local onde moram e a cultura ou a classe social a que pertencem”, destacou Simão Sessim.

Simão Sessim preside sessão solene em comemoração aos 40 anos do INMETRO

A Câmara dos Deputados homenageou, nesta terça-feira (26), o Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).  A sessão solene no plenário Ulysses Guimarães foi presidida pelo segundo-secretário da Câmara dos Deputados, Simão Sessim (PP-RJ), e destacou os 40 anos do Instituto.

Simão Sessim ressaltou o valor, a imprescindibilidade, a precisão e a excelência do trabalho do Inmetro. “A criação e a trajetória do Inmetro refletem, com clareza, os esforços e avanços empreendidos em benefício dos produtores e consumidores, da disciplina sobre os setores de produção e comércio de bens e de serviços, concorrendo ativamente para a evolução institucional e o progresso do País”, disse o deputado.

O Inmetro foi criado em novembro de 1973 para atuar como instrumento de segurança e proteção do consumidor e, para promover a qualidade dos produtos e serviços, como também possibilitar o aumento da competitividade no mercado nacional.

Em dezembro de 2011, uma nova lei ampliou a atuação do Inmetro. Entre as medidas adotadas, está a autorização para que o Instituto atue também como Secretaria da Receita Federal do Brasil nas zonas alfandegárias.

“A referida lei alterou a legislação para conferir ao instituto nova dimensão como elemento estratégico em conformidade com a atual política industrial. Verificam-se, portanto, importantes progressos na atuação do Inmetro, inclusive no que se refere à presença em aeroportos e portos, possibilitando maior rigor na fiscalização no tocante à qualidade das mercadorias importadas, que devem obedecer às mesmas normas e exigências impostas aos produtos nacionais”, afirmou Simão Sessim.

No discurso em homenagem aos 40 anos do Inmetro, o deputado Sessim lembrou a atuação do Instituto em áreas como biotecnologias, química orgânica, mecânica de precisão, força e atrito, óptica, fluidos, elétrica, acústica e software e destacou o trabalho desenvolvido no estado do Rio de Janeiro.

“Trabalhando nos laboratórios e no Parque Tecnológico instalado no Campus do Inmetro, em Xerém, distrito do Município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, a instituição conta com cerca de 200 doutores e 300 mestres, que, no ano de 2011, foram responsáveis pela publicação de 220 artigos científicos em periódicos indexados e pela manutenção de um estoque de sete patentes. Não faltam motivos para celebração e para render justas homenagens alusivas aos 40 anos do Inmetro”, conclui o deputado Simão Sessim.

Simão Sessim (PP-RJ) presidindo sessão solene em comemoração aos 40 anos do INMETRO Foto de Gabriela Korossy/ Câmara dos Deputados

Simão Sessim (PP-RJ) presidindo sessão solene em comemoração aos 40 anos do INMETRO
Foto de Gabriela Korossy/ Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados faz homenagem aos Comerciários em sessão solene.

No dia em que se comemora o dia do comerciário, 30 de outubro, a Câmara dos Deputados realizou uma sessão solene para homenagear a categoria. O segundo-secretário da mesa diretora da Câmara, deputado Simão Sessim (PP-RJ), presidiu a sessão e falou em nome da presidência da Câmara dos Deputados. O Parlamentar lembrou que o comércio é uma das mais antigas atividades econômicas do homem, “ajudou a impulsionar todos os grandes surtos de progresso – nas primeiras caravanas que levavam produtos do Extremo Oriente à Europa Ocidental; depois, nas grandes navegações; mais tarde, já no século 19, com a crescente urbanização abrindo espaço para as lojas de departamentos e as grandes redes, e, no século passado, com os shoppings centers”, afirmou Simão Sessim.

Segundo o deputado, hoje, o comércio atinge a inovação tecnológica e desempenha um papel importante nas sociedades modernas e contribui significativamente para o desenvolvimento. “No Brasil, é o setor da economia que, sozinho, mais gera emprego e renda”.

Conforme o IBGE, considerando o varejo, o atacado e a revenda de veículos, peças e motocicletas, o Brasil tem 9,8 milhões de comerciários.

Outros indicadores, abrangendo o comércio de bens, serviços e turismo, apontam a existência de 21,6 milhões de trabalhadores formais, correspondendo a quase 45% do total de empregados com carteira assinada no País, e ainda 19,3 milhões na informalidade.

O segundo-secretário Simão Sessim lembrou que em respeito a categoria, o Congresso Nacional aprovou recentemente a Lei 12.790, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de comerciário. A lei também instituiu a o Dia do Comerciário, 30 de outubro, que faz referência a um momento histórico importante para a categoria. Foi nessa data, em 1932, que o Diário Oficial da União publicou ato, assinado na véspera pelo presidente Getúlio Vargas, regulamentando a jornada de trabalho. O parlamentar ressaltou que na prática, isso significou a redução de 12 para 8 horas diárias, e coroou uma luta por melhores condições de trabalho que os então chamados “caixeiros” tinham iniciado em 1908, quando foi criada a União dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro.

Congresso Nacional promulga PEC dos Músicos

Congresso Nacional promulga PEC dos Músicos.

Congresso Nacional promulga PEC dos Músicos

O deputado Simão Sessim (PP-RJ), na qualidade de segundo-secretário da Câmara dos Deputados, leu a ata que promulgou a PEC dos Músicos, quando deputados e senadores aprovaram a proposta que isenta o setor do pagamento de impostos.

A sessão solene foi para promulgar a nova regra que passa a fazer parte da Constituição Federal. Sem impostos a produção de CDs e DVDs vai ficar mais barata e os consumidores vão ser beneficiados.

Depois de ouvirem o Hino Nacional interpretado por Célia Porto os artistas comemoraram a promulgação da lei. “O que digo agora é que vamos acionar essa cadeia cultural produtiva da música que estava toda arrasada, parada. Novas pessoas, novos talentos vão gravar para gente dar uma mexida no mercado. Acho que é uma questão de justiça”, disse a cantora Rosemary.

Para o cantor Fagner, “o Congresso, política brasileira, não poderia jamais virar as costas para uma causa tão importante e tão emergente que a gente precisava. A música agradece e abraça todos os que nos apoiaram ao longo desses anos”.

Sessão solene em homenagem aos Professores

Sessão solene em homenagem aos Professores.

Sessão solene em homenagem aos Professores

O deputado Simão Sessim, segundo-secretário da Câmara dos Deputados, presidiu, na última terça-feira (15), sessão solene para homenagear os profissionais de ensino. O Parlamentar destacou a mais alta relevância da categoria para construção do país e para formação dos brasileiros. “Celebrar o Dia do Professor é ação imperativa àqueles que compreendem a devoção e o trabalho de homens e mulheres imbuídos do propósito de transmitir conhecimento às novas gerações, empenhados em ministrar valores éticos e morais àqueles que se dedicarão aos mais diversos campos de trabalho”, disse Simão Sessim.

O deputado Sessim concluiu o discurso reafirmando a homenagem aos professores e professoras, pela passagem de mais um dia que celebra não apenas uma profissão, mas, sobretudo, uma missão.