Tag archive: Rio de Janeiro

Simão Sessim critica o péssimo atendimento hospitalar no Rio Janeiro

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), chamou a atenção do governo para rever a rotina de atendimento médico nos hospitais, postos e unidades de saúde, que segundo ele, está fazendo com que os pacientes “penem” atrás de atendimento, “muitos morrem sem conseguir uma consulta médica, disse o deputado”.

De acordo com reportagem do Jornal Extra, no período de janeiro a outubro deste ano, 19 mil e 600 pessoas tiveram que bater às portas do judiciário para conseguir o atendimento médico. “É lamentável, porque quando o governo criou as Unidades de Pronto Atendimento, o objetivo era tornar mais ágil e melhor o atendimento médico. No entanto, a situação ficou pior”, afirmou.

Simão Sessim declarou que o atendimento médico com qualidade é um desafio, que parece impossível alcançar. O deputado demonstrou muita preocupação com essa situação e disse que o problema deve se agravar por causa da falta de saneamento básico, da violência, da desnutrição, das tensões pela falta de emprego e por outras tantas situações que criam doenças e lotam os hospitais.

Diante da ineficiência dos órgãos de governo, os problemas vão sendo transferidos de um segmento para outro. Agora, da saúde para o Poder Judiciário. A solução está na revisão das rotinas dos governos e na necessidade de uma lei de responsabilidade social, que puna quem, nos governos, não cumpra o papel que lhe é designado”, desabafou o parlamentar

Políticas públicas são ameaçadas pela extinção da FUNDREM

A Fundação para o Desenvolvimento da Região Metropolitana – FUNDREM foi um órgão que compreendia a região metropolitana do Rio de Janeiro como um sistema integrado de problemas e soluções. Criada pelo Governador Faria Lima, o órgão era responsável pelo desenvolvimento da região metropolitana com projetos próprios de investimentos.

O deputado Simão Sessim (PP-RJ), usou a tribuna da Câmara dos Deputados para criticar o fim da Fundação e denunciar que alguns municípios da região estão isolados. “A extinção do órgão fez com que se perdesse, um instrumento fundamental do planejamento das políticas públicas. Com isso, a maior parte das cidades da região, principalmente, as com os menores orçamentos, enfrenta, até os dias de hoje, seus problemas de forma isolada, negociando, quando necessário, isoladamente com os governos estadual e federal”, disse Simão Sessim.

O parlamentar denunciou o atraso de muitos anos e o fracasso de várias políticas públicas que poderiam ter oferecido à população da região metropolitana do Rio de Janeiro mais qualidade de vida. Simão Sessim lembrou que o Governador Luiz Fernando Pezão, em agosto do ano passado, criou a Câmara Metropolitana de Integração Governamental e o Grupo Executivo de Gestão Metropolitana, que tem objetivos parecidos com o da antiga FUNDREM, como: organizar as políticas públicas e definir os investimentos para uma região que enfrenta problemas comuns, que quando considerados isoladamente terminam por sacrificar uns em benefícios de outros.

Vejam o caso da Saúde, que é o melhor exemplo. Por falta de um atendimento integrado, alguns municípios jogam sobre os outros um peso estupendo, com sangria nos seus orçamentos”, argumentou Sessim.

A Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro durante todo este mês realiza o seminário “O Rio Metropolitano: Desafios Compartilhados”, que conta com o apoio do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS) e da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN)

Com painéis próprios para tratar do saneamento básico, políticas de mobilidade urbana, saúde e segurança pública, o seminário reúne os prefeitos dos municípios da região metropolitana e profissionais de alto gabarito e reconhecida competência em cada um dos temas.

O ciclo de debates intitulado “O Rio Metropolitano: Desafios Compartilhados”, que irá até o dia 1º de junho, está acontecendo em várias cidades, como Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Niterói e São Gonçalo.

Abandono dos hospitais federais no Rio preocupa Simão Sessim

O Deputado Simão Sessim (PP-RJ), usou uma reportagem do Jornal O Dia para manifestar no plenário da Câmara dos Deputados preocupação com o abandono dos Hospitais Federais no Rio de Janeiro.

O Brasil é o único País no mundo que assume, na sua Constituição, na lei que estabelece a estrutura do seu Estado, a saúde como direito de todos e dever do Estado. Assume, portanto, com isso, o desafio de ofertar saúde pública de qualidade, universal e gratuita a toda a sua população. Infelizmente, não é bem assim que as coisas funcionam no setor da Saúde Pública”, disse Sessim

Abandono dos hospitais federais no Rio preocupa Simão SessimO jornal O DIA, de acordo com o deputado, denunciou em sua edição do dia 8 de março, o verdadeiro abandono dos hospitais federais de Bonsucesso, dos Servidores, da Lagoa, de Ipanema, o Cardoso Fontes e do Andaraí, que, conforme publicou o matutino carioca, estão agonizando, em estado terminal, por falta praticamente de tudo, como médico, enfermeiros, pessoal de apoio, equipamentos e insumos, entre outros problemas.

Segundo o deputado, esta situação de abandono já preocupa instituições de respeito na área da saúde como o Conselho Regional de Medicina (CREMERJ), o Sindicato dos Médicos e a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

“Essas instituições têm vindo a público denunciar o drama de milhares de pessoas que estão sem assistência adequada nos hospitais federais, até então considerados Centros de Excelência em diversas especialidades”, afirmou.

Na conclusão de seu pronunciamento, o parlamentar um apelo para o ministro da saúde, Arthur Chioro, no sentido de que ele faça alguma coisa, e com urgência, para devolver à população do Rio de Janeiro a esperança de ver as unidades de saúde, funcionando a contento, com gestão plena e total eficiência.

Simão Sessim homenageia professores no plenário da Câmara

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina“. O deputado Simão Sessim citou uma frase da poetisa e contista brasileira, Cora Coralina para iniciar o discurso de homenagem ao dia do professor. O segundo-secretário da Câmara dos Deputados disse que é preciso aproveitar esta data para uma reflexão profunda sobre o tratamento que a sociedade brasileira e, principalmente, os governantes dão aos nossos professores. “Falo porque conheço de perto essa realidade. Como professor, aprendi a conviver com mentes inteligentíssimas, pessoas comprometidas, que amam o que fazem, mas que não recebem a contrapartida salarial por tanto esforço“, disse Sessim.

O deputado afirmou que em 2013, apresentou o Projeto de Lei que regulamenta o Fundo de Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação – FUNDEB para instituir, por sistemas de metas, programa de incentivo aos professores visando à melhoria da qualidade de ensino e a valorização do piso salarial do magistério.

Sessim teve participação ativa no primeiro semestre deste ano, dos trabalhos que culminaram com a aprovação pelo Congresso Nacional do Plano Nacional de Educação (PNE).

Vi e ouvi bastante esperançoso a Presidenta Dilma Rousseff anunciar, por esses dias, durante a campanha eleitoral, que consta do seu novo plano de Governo a valorização do professor, com melhores salários e formação. Ela mesma tem reiterado, em eventos e entrevistas, que a melhoria da qualidade da educação no país passa necessariamente pela valorização dos professores“, relatou.

O parlamentar lembrou que a missão do professor exige abnegação, tarefa que é feito com o coração. “Ser professor é ter também a capacidade de sair de cena, sem abandonar o espetáculo. São nossos mestres, nossos professores, nossos educadores, os responsáveis por transformar as informações em conhecimento e em consciência crítica para formar cidadãos sensíveis, que almeje um mundo mais justo, produtivo e saudável para todos os brasileiros“.

Simão Sessim finalizou a homenagem afirmando que cabe ao professor, a missão de ensinar a paz, a esperança e a solidariedade em defesa do saber e da consolidação de uma sociedade mais justa e menos desigual.

Simão Sessim agradece aos eleitores pelo décimo mandato

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ) fez, nesta terça-feira (14), o primeiro discurso no plenário da Câmara dos Deputados depois da eleição de 5 de outubro. O segundo-secretário da mesa diretora fez um agradecimento aos eleitores que proporcionaram à ele o décimo mandato de deputado. “Eu não poderia deixar de manifestar de público, neste momento tão importante de minha vida, não só a minha grande emoção pela vitória conquistada nas urnas, como também dedicar, do fundo meu frágil coração, todo o meu sincero e eterno agradecimento ao eleitorado do Estado do Rio de Janeiro, em especial da minha querida e amada cidade de Nilópolis“.

Simão Sessim agradeceu, também, à sua família que não mediu esforços para consolidar a candidatura e a vitória nas urnas, sobre tudo, garantir a continuidade do trabalho em defesa de Nilópolis. “Tivemos votos em 88 dos 92 Municípios, o equivalente a mais de 80% dos colégios eleitorais de todo o Estado do Rio de Janeiro. Somente em Nilópolis conquistamos 32,48% dos votos válidos“, disse o deputado reeleito.

Sessim disse que ainda está muito emocionado com a aprovação nas urnas e com tantas manifestações de apoio e de carinho que recebeu. “É uma sensação, eu diria, indescritível, inimaginável, longe mesmo de todos os devaneios que eu possa ter alimentado ao longo da minha existência“.

O deputado destacou que todos saíram vitoriosos da eleição e dedicou a vitória ao povo de Nilópolis, da Baixada Fluminense e de todo o Estado do Rio de Janeiro.

O parlamentar falou que o resultado da eleição garante pela décima vez consecutiva o seu mandato. “A aprovação do nosso trabalho parlamentar aqui no Congresso Nacional é uma demonstração inequívoca de que estamos, ao longo de quase quatro décadas, no caminho certo, pavimentando uma longa estrada de sonhos e de esperança de um futuro promissor para todos aqueles que acreditam que só a verdade constrói“.

Vandalismo pode prejudicar transportes coletivos

O deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora, usou o plenário da Câmara dos Deputados para registrar a ameaça que atos de vandalismo no Rio de Janeiro e em São Paulo representam para o transporte público. Os incêndios frequentes a ônibus, que já tomam conta de todo o País, estão segundo o deputado, levando ao desespero os empresários do setor e provocando pânico a quem precisa usar o transporte público.

A sequência de ônibus incendiados, virou espécie de estratégia de grupos e supostos manifestantes para dar visibilidade a protestos com diferentes motivações” disse Sessim.

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, do Ministério Público de São Paulo, não descarta a possibilidade de boa parte dos ataques ter sido ordenada por grupos de criminosos.

O deputado lembrou que um protesto de moradores, na terça-feira da semana passada, na Zona Norte do Rio de Janeiro, terminou com um saldo de 9 ônibus queimados. Dias antes foram incendiados 34 ônibus que estavam estacionados na garagem da empresa Urubupungá, em Osasco, na Grande São Paulo.

O terror provocado por atos de vandalismos, em nível nacional, já mobiliza entidades representativas do setor do transporte público, a exemplo de São Paulo, que está em campanha na rua para conscientizar e informar que “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum”.

Segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, que reúne mais de 500 empresas, 237 coletivos foram incendiados somente nos primeiros quatros meses deste ano, sendo que a maior parte dos ataques não tem relação com os transportes.

No Rio de Janeiro de acordo com uma reportagem do jornal O Globo, de segunda-feira (5), 41 ônibus foram queimados, desde o início do ano, causando um prejuízo às empresas de R$ 14,3 milhões. Outros 13 coletivos foram depredados, vandalismo que custou mais R$ 1 milhão às viações.

São números bastante preocupantes, visto que a violência está afetando indistintamente, rodoviários, passageiros, empresários do setor e toda a sociedade e, como consequência, criando também sensação de insegurança e vulnerabilidade. São motoristas com nervos abalados, à flor da pele; a população sobressaltada e com menos ônibus em circulação e empresários tomando prejuízo, um atrás do outro.”, avaliou o deputado.

Sessim disse que a Câmara dos Deputados não pode fechar os olhos a preocupação dos empresários com o descontrole desses atos de vandalismo e com o estado de insegurança que coloca em risco a vida de milhares de pessoas.

Precisamos nos mobilizar para tentar conter essa onda de violência que compromete um serviço público essencial à população, sobretudo num momento em que o Brasil é vitrine para o mundo inteiro, por conta dos eventos internacionais que se aproximam, como a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016”, concluiu Simão Sessim.

Programa “Lixão Zero” beneficia 92 municípios fluminenses

O Rio de Janeiro será o primeiro Estado brasileiro a erradicar todos os lixões até o fim do ano. A informação foi dada pelo deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora, no plenário da Câmara dos Deputados.

Simão Sessim elogiou a criação do programa “Lixão Zero” pelo governo do Rio de Janeiro.

Vejam os senhores que bela notícia! Finalmente, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente está criando o Programa ‘Lixão Zero’ para permitir que os 92 municípios fluminenses passem a descartar seus resíduos sólidos em aterros sanitários ou Centrais de Tratamentos de Resíduos, transformando em energia o gás metano gerado pela decomposição do lixo”.

Simão Sessim disse que o programa também desenvolve o projeto ‘Compra de Lixo Tratado’, que repassa temporariamente a municípios com lixões em atividades recursos de R$ 20 por tonelada de resíduos destinados a aterros sanitários licenciados.

Outra iniciativa do “Lixão Zero” beneficia diretamente os moradores da Baixada Fluminense. Trata-se do projeto “Entulho Limpo da Baixada Fluminense” que ajuda as cidades a dar destinação adequada para resíduos do setor da construção civil.

Ninguém em sã consciência desconhece os verdadeiros males causados à biodiversidade e ao homem, pela falta de tratamento adequado dos dejetos. Vazados em locais impróprios, podem provocar dispersão de animais, como moscas, baratas, ratos; criar hospedeiros de doenças como a dengue, a leptospirose e a peste bubônica, além de produzir o desagradável chorume que atinge o lençol freático, contaminando a água, o solo e as pessoas no seu entorno”, salientou o deputado.

Simão Sessim parabenizou o governador Luiz Pezão e o secretário do Meio Ambiente, Índio da Costa pela criação do programa “Lixão Zero” e classificou a medida como uma iniciativa magnifica.

Tratar o lixo de cada dia de maneira adequada é também cuidar bem da saúde pública e da melhoria da qualidade de vida do povo fluminense. Certamente, a natureza e o meio ambiente também agradecem”, finalizou Simão Sessim.

Primeiros Passos de Luiz Pezão no governo do Rio de Janeiro

Um discurso de boas vindas, no plenário da Câmara dos Deputados. Foi desta forma que o deputado federal Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora, registrou os primeiros passos de Luiz Pezão como governador do Estado do Rio e Janeiro.

O deputado disse que o governador vai cumprir muito bem com seu papel, e salientou que, em menos de 24 horas depois de ter assumido o cargo, já estava nas ruas divulgando programas do governo e anunciando obras que vão mudar a qualidade de vida da população.

Eu diria, que o novo governador do Estado do Rio de Janeiro é o que já a gente costuma chamar de verdadeiro pé-de-boi, trabalhador incansável, que topa qualquer tipo de desafio para prestar a sua contribuição pessoal e política a boa causa pública”, disse o parlamentar.

Sessim afirmou que Luiz Pezão passou a ser referência nacional na gestão municipal depois que governou por duas vezes sua cidade natal, Piraí, e implantou o programa “Piraí Digital” que levou internet de graça para a população.

O deputado destacou as primeiras medidas do governador para recuperar a Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, que está há seis meses interditada pela ANVISA. O Objetivo, de acordo com Simão Sessim é colocar 700 leitos em funcionamento.

A Atuação do novo governador, nas áreas de segurança e de infraestrutura, também foi lembrada pelo segundo-secretário. “Eu mesmo tive o prazer de passar praticamente todo o sábado ao lado de Pezão. Fomos à Nova Iguaçu, onde ele lançou e inaugurou obras de infraestrutura e de mobilidade urbana, e assinou também, com o Banco Mundial, um empréstimo de 48 milhões de dólares para tocar o Programa de Fortalecimento da Gestão do Setor Público e do Desenvolvimento Territorial integrado – Rio Metrópole, o Progestão II”.

Sessim encerrou o discurso com uma mensagem de boas vindas e de sucesso ao novo governador. “Aproveito a oportunidade para reiterar de público os meus votos de boas-vindas ao novo Governador, nas mãos de quem entrego todas as minhas esperanças de ver o povo fluminense sendo tratado com respeito, carinho e dignidade”.

Homenagem ao Dia dos Professores.

Simão Sessim faz destaque para a qualidade dos trabalhos do TCE/RJ

O Segundo-secretário da Câmara dos Deputados, Simão Sessim (PP-RJ), comunicou ao plenário da casa que acompanhou no último dia 17 de dezembro, sessão plenária do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e que ficou impressionado com os recursos tecnológicos que, colocados à disposição dos Conselheiros garantem uma prestação jurisdicional-administrativa mais célere e eficiente.

“Dezenas de processos foram julgados naquela tarde. O que mais me impressionou, confesso, foi a qualidade técnica, bem como a consistência jurídica e contábil dos votos dos senhores Conselheiros”, disse o deputado.

“Registre-se ainda a postura institucional e altaneira da Corte em relação às garantias constitucionais dos seus jurisdicionados. Dou o meu testemunho, a partir das discussões ali entoadas, que naquele tribunal se exerce, de forma incondicional, o mais amplo e irrestrito direito de defesa”, acrescentou Sessim.

O deputado disse que recolheu da sessão valiosos subsídios para futuros debates na Câmara sobre melhorias na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Simão Sessim, antes de encerrar o pronunciamento, fez questão de manifestar seu apreço aos conselheiros do TCE-RJ e citou nominalmente todos eles: o presidente, Jonas Lopes de Carvalho; o vice-presidente, Aluísio Gama; bem como os Conselheiros José Gomes Graciosa, Marco Antônio de Alencar, José Maurício de Lima Nolasco, Júlio Lambertson Rabello e Aloysio Neves Guedes.

Simão Sessim agradece apoio da população do Estado do Rio de Janeiro

O deputado Simão Sessim (PP-RJ) usou a tribuna da Câmara dos Deputados, no último dia de atividades no Congresso Nacional, para agradecer o apoio que recebeu durante 2013 dos colegas parlamentares e principalmente da população do Rio de Janeiro. Sessim aproveitou para destacar a importância do cargo que foi delegado a ele neste ano.

“Foi muito gratificante, Senhor Presidente, merecer a confiança de todos os meus pares, em especial a do colega, do amigo Henrique Eduardo Alves para presidir, eventualmente, em sua ausência, tantas sessões importantes e decisivas para o amadurecimento do processo democrático e do Estado de Direito, que certamente estar a definir, para melhor, do destino do povo brasileiro”.

Simão Sessim disse que apresentou em 2013 alguns Projetos de Lei focados na necessidade do povo brasileiro de fazer valer a sua cidadania, os seus sonhos e a sua dignidade. O deputado afirmou ainda que a Câmara dos Deputados vai ter muito trabalho no próximo ano. “O ano de 2014 nos reserva desafios, que não serão poucos, mas que esta Casa, tenho certeza absoluta, saberá superá-los com a mesma eficiência e sabedoria que norteiam as atividades deste Parlamento”, declarou Sessim.

O deputado também agradeceu o apoio que recebeu da presidente Dilma Rousseff e dos ministros; do governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral e do vice-governador, Luiz Fernando Pezão e dos vereadores do município de Nilópolis.

Simão Sessim para encerrar o pronunciamento fez questão de deixar um agradecimento especial e renovar um compromisso. “À população do Estado do Rio de Janeiro, sobretudo ao povo da Baixada Fluminense e, em especial, aos meus quase 200 mil vizinhos da cidade de Nilópolis, muito obrigado pelo carinho, pelo voto de confiança, e o meu renovado e sagrado compromisso de continuar lutando, desta tribuna, deste parlamento, em defesa do povo fluminense”, concluiu Simão Sessim.