Tag archive: Educação

Simão Sessim participa de Seminário Internacional sobre Educação em Tempo Integral.

A educação em tempo integral significa o envolvimento de toda a comunidade, é preciso reinserir as famílias nesse projeto, dando voz e devolvendo a elas o papel que foi transferido às escolas. A afirmação é do segundo-secretário da Câmara Federal, deputado Simão Sessim (PP-RJ), que participou, nesta quinta-feira (30), do Seminário Internacional sobre Educação em Tempo Integral, que contou com a apresentação de experiências nacionais e internacionais sobre o tema. O evento foi realizado no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, e reuniu autoridades de ensino do Brasil, Portugal, Espanha e França.

O deputado Simão Sessim destacou que a educação em tempo integral não se traduz em simplesmente estender o horário de permanência dos alunos na escola. “É muito mais que isso. Não há que apenas confinar o corpo discente no espaço geográfico do ambiente escolar. Significa, na verdade, reorganizar toda a prática escolar, a fim de incrementar as atividades já existentes, propondo novas ações pedagógicas, culturais e esportivas para o cotidiano”, disse o deputado.

Sessim afirmou também: “É preciso inserir as famílias como um todo nesse projeto, dando-lhes voz e ao mesmo tempo devolvendo-lhes o papel outrora equivocadamente transferido à escola”.

A educação em tempo integral já está presente em diversos países, além de algumas experiências já concretizadas no Brasil. Está também no Plano Nacional de Educação que tramita no Congresso Nacional, como uma das metas a serem cumpridas em diferentes etapas do ensino.

Atualmente, o tempo médio que os estudantes brasileiros passam dentro da escola é de, aproximadamente, quatro horas diárias.

simao-sessim-participa-de-seminario-internacional-sobre-educacao-em-tempo-integral

 

Comemoração do fim da greve dos professores no Rio de Janeiro

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, eu havia previsto no dia de ontem, não foi em vão a minha ENORME torcida para que os profissionais da Educação fluminense chegassem a um bom senso, de forma a dar um fim à greve do magistério da capital e do Estado do Rio de Janeiro, que já dura quase três meses, causando sério prejuízo para dezenas de milhares de alunos.

Ontem, à noite, finalmente, a direção do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação, o SEPE, entrou em acordo com representantes do Estado e da Prefeitura do Rio de Janeiro, durante a audiência de conciliação convocada pelo ministro Luiz Fux, no Supremo Tribunal Federal.

Graças a Deus, as atividades do ano letivo devem ser retomadas neste final de semana, com os alunos retornando à sala de aula, já na segunda-feira. Os acordos firmados deverão ser levados à Assembleia da categoria, agora, na sexta-feira. Mas, com certeza, a deliberação será pelo fim do movimento grevista.

Parabenizo a direção do SEPE e o Ministro Fux pelo belíssimo gesto moderador e de enorme grandeza em defesa da conciliação, que sela o fim de um impasse bastante prejudicial para os jovens alunos da rede pública, que estavam sem poder estudar, acarretando sérios riscos para o ano letivo em vigor.

Parabéns a todos!

Muito obrigado, Senhor Presidente!

Pronunciamento do deputado Simão Sessim na tribuna (23/10/2013)

Simão Sessim comemora crescimento de acesso a ensino técnico

Mais de 30 mil alunos do ensino médio formados em cursos tecnicos, 182 mil e 400 estudantes participaram de cursos gratuitos na formação incial. Esses foram alguns números usados pelo deputado Simão Sessim, segundo-secretário da Câmara dos Deputados, para destacar os resultados do Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) do SENAC somente em 2012.

O deputado também ressaltou a atuação do empresário Antônio Oliveira Santos, presidente da Confederação Nacional da Indústria e do Conselho Nacional do SENAC. “Ele tem gosto especial pela educação e foi professor Catedrático de Física”, afirmou Sessim.

Simão Sessim disse que recebeu um amplo relatório com as atividades do SENAC e explicou que, ao buscar mais informações sobreo PRONATEC, tomou conhecimento do amplo programa de investimentos para 2013/1014, para construção, formação ou ampliação de 64 unidades; além da compra de mais de duas carretas-escola.

“É um trabalho extraordinário que o SENAC e o SESC executam por meio de iniciativas transformadoras dos jovens brasileiros em educação, cultura, lazer e esporte,” afirmou o deputado.

Segue discurso na íntegra:

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, há dias recebi dois volumes contendo precioso relatório das atividades do SENAC – SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL, relativos ao ano de 2012, vinculado à CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

A CNC e o Conselho Nacional do SENAC são presididos pelo empresário Antônio Oliveira Santos, que tem gosto especial pela educação, ele que foi Professor Catedrático de Física. Ele é daquelas pessoas que faz e, por fazer, não anuncia nem se autopromove em relação aos feitos das entidades que preside. Para ele o que importa é o fazer.

A referência à educação, acima, é para destacar um dos capítulos do relatório mencionado, é para destacar a atuação do SENAC no PRONATEC – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, uma dos significativos programas de iniciativa do governo da presidenta Dilma Rousseff, pelos resultados duradouros e pelo efeito multiplicador para a sociedade brasileira.

Criado em 26 de outubro de 2011, por meio da Lei 12.513, o PRONATEC impregnou-se, como se pode inferir do relatório, na cultura educadora do SENAC. Os números – de 2012, primeiro ano inteiro na vida do PRONATEC – no âmbito do SENAC, merecem destaque:

  • 338.317 vagas ofertadas pelos Departamentos Regionais do SENAC;
  • 212.632 matrículas em todo o País em 164 diferentes tipos de curso;
  • Mais de 30.000 alunos do ensino médio receberam formação em cursos técnicos;
  • 182.450 alunos participaram de cursos gratuitos do PRONATEC na Formação Inicial e Continuada, sendo 1.516 em quatro unidades remotas do Estado do Amazonas.

Em regiões longínquas, municípios onde a educação formal praticamente não alcança, lá está o SENAC. Destaco mais uma informação do relatório, que evidencia o compromisso do Doutor Antônio Oliveira Santos com o PRONATEC: Nos municípios amazonenses de Maués e Boa Vista do Ramos, distantes até 12 horas de barco de Parintins, foi preciso antes que as comunidades ribeirinhas indicassem alguns de seus membros para que o SENAC os capacitassem – no total de sete docentes – para multiplicar a partir daí  cursos do PRONATEC e outros.

O relatório nos mostra ainda uma ampla avaliação do perfil do aluno PRONATEC que frequenta o SENAC, com informações importantes sobre: tipo de relação com o mercado, expectativas pós-qualificação, cursos mais demandados, origens e vários outros elementos importantes para subsidiar a formulação de políticas públicas inclusivas.

Ao buscar mais informações sobre essa experiência exitosa do SENAC, tomei conhecimento do amplo programa de investimentos previstos para 2013/2014, que resultará em mais 64 unidades construídas, reformadas ou ampliadas; além da aquisição de mais de duas dezenas de carretas-escola.

É um trabalho extraordinário que o SENAC – e também o SESC – executa por meio de iniciativas transformadoras dos jovens brasileiros em educação, cultura, lazer e esporte. Há uma equipe altamente profissional em todos os Serviços Sociais (SESC e SENAC) vinculados à CNC, mas a liderança de Antônio Oliveira Santos é incontestável e é graças a ele que o comerciário e seus familiares podem contar com esse amplo universo que forma cidadãos e os prepara para o enfrentamento da vida e do mercado de trabalho.

Deixo registrado nos anais desta Casa o trabalho realizado em todo o Brasil graças à liderança do Doutor Antônio Oliveira Santos, a quem cumprimento e agradeço pelos excelentes resultados no PRONATEC.

Muito Obrigado!

Pronunciamento do deputado Simão Sessim na tribuna (16/10/2013)

Deputado Simão Sessim preside sessão de homenagem aos 70 anos de Fundação da CNEC.

Deputado Simão Sessim preside sessão de homenagem aos 70 anos de Fundação da CNEC

Deputado Simão Sessim preside sessão de homenagem aos 70 anos de Fundação da CNEC.

O deputado Simão Sessim (PP-RJ), segundo-secretário da mesa diretora da Câmara Federal, presidiu, nesta terça (6), sessão de homenagem aos 70 anos de Fundação da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC.

O deputado falou da importância da CNEC em oferecer formação educacional integral, com eficácia e compromisso social, investindo em seleção, contratação e capacitação de pessoal docente e gerencial. Ressaltou, ainda, que a CNEC serve como exemplo para a educação pública brasileira.

Parabéns, UNIFESO! Parabéns Professora Denise Leite Maia Monteiro!

Atento às questões que envolvem a cidade de Teresópolis e sua população, o deputado Simão Sessim, encontrou a notícia importante sobre o trabalho de um dos professores da UNIFESO.

O deputado Simão Sessim mantém estreitas relações políticas com Teresópolis e, por conta disso, está sempre atento às notícias que falam sobre a Cidade e sobre a sua população. Uma, em especial, chamou a sua atenção no momento em que ele retomava a leitura, depois da cirurgia a que foi submetido no ombro esquerdo.

Ele, então, resolveu publicá-la, pela importância que ela tem como efeito-demonstração do resultado da qualidade do ensino que há em Teresópolis e da relevância do papel dos professores para o grau desta qualidade.

A notícia fala sobre o trabalho da professora Denise Leite Maia Monteiro, que realiza um bom trabalho na UNIFESO, Centro Universitário da Serra dos Órgãos.

A notícia está publicada no site www.guiatere.com, que o deputado segue no twitter, e reproduz uma nota da  Assessoria de Comunicação Social da UNIFESO. Diz  ela:

“Os trabalhos de pesquisa realizados pelos docentes do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) têm sido, cada vez mais, valorizados e reconhecidos no país e no mundo. Depois de ter apresentado dois trabalhos no Congresso de Montpellier, na França, a tese de doutorado da professora Denise Leite Maia Monteiro, da disciplina Obstetrícia e Ginecologia do curso de Medicina, e doutora em Saúde da Criança e da Mulher, foi publicada em uma conceituada revista internacional.

Defendida em agosto de 2008, no Instituto Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz, a tese “Lesões Intra-Epiteliais Cervicais em Adolescentes: Incidência e Prognóstico em dois anos” teve o objetivo de avaliar a incidência das lesões no colo uterino causadas pelo vírus HPV em adolescentes que apresentavam vida sexual há, no máximo, um ano, e avaliar ainda a evolução dessas lesões em um período de dois anos de seguimento estudo, realizado aqui no Brasil, foi destaque na revista norte-americana “Journal of Pediatric and Adolescent Gynecology” no mês de agosto.

Resultados do empenho e da dedicação.

Para concluir este trabalho, foram cinco anos acompanhando 403 adolescentes após o início da atividade sexual, atendidas no Hospital Federal Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro. A partir daí, a pesquisa constatou que a incidência de lesões cervicais, no primeiro ano de atividade sexual, foi de 24,1%, o que significa que 1 em cada 4 adolescentes desenvolve lesão intra-epitelial cervical já no primeiro ano de vida sexual, alcançando 40% em cinco anos de vida sexual.

O estudo também revelou que grande parte dos casos de infecção por HPV não causa sintomas. Entretanto, nos casos persistentes, pode levar ao desenvolvimento de lesões que antecedem o câncer do colo do útero. “Felizmente, confirmamos grande taxa de regressão dessas lesões, mesmo nos casos de lesões de alto grau, que alcançou 50%. No Brasil, estima-se que 3% das mulheres infectadas por um tipo viral oncogênico poderá desenvolver câncer de colo uterino quando não são adotadas medidas preventivas”, acrescentou a Doutora Denise.

IDEB 2009

O Ministério da Educação publicou os dados para 2009 do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, IDEB, uma elaboração técnica do Instituto Nacional de Estudos e de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP.

O Índice é calculado com base na taxa de rendimento escolar (aprovação e evasão) e no desempenho dos alunos no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica e na Prova Brasil. Tanto maior seja a nota da instituição no teste e tanto menos repetências e desistências ela registrar, melhor será o seu desempenho e classificação, numa escala de zero a dez.

O mecanismo denuncia a progressão automática sem bom aproveitamento – uma escola que passe os alunos de uma série para outra sem que eles tenham realmente aprendido as lições.

O Índice também permite o mapeamento detalhado da educação brasileira, uma vez que classifica os dados por escolas, municípios, estados e União, ferramenta essencial na definição dos investimentos e aplicação das políticas públicas voltadas para a educação com qualidade.

A divulgação dos resultados é instrumento útil de seleção das escolas para matrícula dos filhos e para cobrar a responsabilidade dos gestores públicos no oferecimento de ensino de qualidade.

Vamos, então, ao resultado global do Índice – IDEB – de 2009. O Ministério da Educação divulgou a notícia, que reproduzo:

“A qualidade da educação no Brasil avançou mais. O índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb) do país cresceu em todas as etapas de ensino entre 2007 e 2009. No ensino fundamental, o indicador superou as metas propostas para o período e alcançou as de 2011.

Nos anos iniciais do ensino fundamental, o Ideb subiu para 4,6 em 2009. A nota proposta para o período era 4,2 – índice já registrado na aferição de 2007. Nos anos finais, o indicador foi para 4,0 pontos, superando a meta de 3,7 para o ano. O mesmo ocorreu no ensino médio, que obteve índice de 3,6. O objetivo era registrar pelo menos 3,5 nessa etapa de ensino no período.

Haddad considera normal que a melhora no índice seja proporcionalmente maior nos anos iniciais do ensino fundamental. “Vínhamos de um período de recessão educacional, de queda de proficiência. Quando a educação começa a melhorar, é como uma onda; a arrancada mais forte se dá nos anos iniciais e se propaga, ao longo do tempo, nos finais e no ensino médio.”

“O Brasil está numa trajetória ascendente e consistente pelo quarto ano consecutivo. Ainda estamos distantes da meta de 2021, mas com a esperança renovada de que será alcançada”, afirmou Haddad.

Os dados divulgados nesta quarta-feira mostram que o desempenho dos estudantes nas avaliações foi o que mais pesou na composição do Ideb de 2009. Nos anos iniciais, por exemplo, foi responsável por 71% da composição da nota. Já no ensino médio, embora o desempenho tenha sido responsável pela maior parte da nota, a taxa de rendimento subiu em relação a 2007; teve 42% de importância no índice, comparado aos 29% da medição anterior.”

“Brincar, estudar, viver…Trabalhar só quando crescer”

A Seção do Ministério Público do Trabalho de Nova Friburgo e a Secretaria Municipal de Educação da cidade patrocinam debates contra o trabalho infantil.

Desde o momento em que recebi o título de Cidadão Honorário de Nova Friburgo, indicação do vereador mais votado da cidade, Marcos Medeiros e apoio unânime de todos os membros da Câmara Municipal, acompanho com mais responsabilidade, os acontecimentos locais.

Hoje, encontrei no blog do barbudo (http://wwwbarbudo.blogspot.com), a iniciativa do Ministério Público do Trabalho de promover com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, o projeto “Brincar, estudar, viver…Trabalhar só quando crescer”, que busca conscientizar pais, alunos e toda a sociedade, sobre a importância de se combater o trabalho infantil.

O evento, de ingresso gratuito e livre, acontecerá na próxima terça-feira, dia 8, a partir das 8h30, no teatro do Centro de Atividades do SESC. Na ocasião será inaugurado o Fórum Municipal de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, com o objetivo de “articular, mobilizar e sensibilizar a sociedade friburguense”, contra o trabalho de crianças e para a necessidade de adoção e respeito às normas de proteção ao trabalhador adolescente.

Participarão dos debates os representantes da Procuradoria do Trabalho em Nova Friburgo, dos Conselhos da Criança e Adolescente e Tutelar, da OAB, da Justiça do Trabalho, do Ministério Público Estadual e Federal, do Ministério do Trabalho e Emprego, da Justiça Federal, do SESC e SENAI e das secretarias municipais de Saúde, Educação e Assistência, Desenvolvimento Social e Trabalho.

O blog do barbudo citou as palavras da Coordenadora do Projeto ‘MPT nas Escolas’, da rede municipal de ensino, professora Andréa Amador Stock Silva: “desde março a Procuradoria do Trabalho no município e a Secretaria Municipal de Educação estão desenvolvendo o projeto nas unidades escolares com o objetivo de promover ações voltadas para a promoção do debate dos temas relativos aos direitos da criança e do adolescente e à respectiva proteção desse público”.

Não poderei comparecer, em razão de meus compromissos com a Câmara dos Deputados, mas tentarei obter os resultados, por intermédio de alguns amigos que residem em Nova Friburgo.