O Rock In Rio, Nilópolis e a minha Beija-Flor.

Não há como falar do Rock In Rio, sem lembrar Abraham Medina.

Rubem Medina e Abraham Medina.

Recebi com alegria a boa notícia do retorno do Rock in Rio, que andou a fazer sucesso pela Europa, nas cidades de Lisboa e Madrid.

Mas, alguém que tenha a minha idade e o meu tempo de relacionamento com a cidade do Rio de Janeiro, não pode comentar o sucesso do Rock In Rio sem lembrar uma das mais brilhantes personalidades, que a cidade conheceu: o DNA do criador do Rock In Rio, o empresário, Abraham Medina. As suas realizações comprovaram que ele somava, no coração, a paixão pelo trabalho e o amor pelo Rio de Janeiro.

Abraham Medina nunca mediu esforços em favor do Rio de Janeiro. Ele, às próprias expensas, promoveu eventos que marcaram a história do Rio de Janeiro, assim como o Rock In Rio tem marcado.

O Natal, a Páscoa, o Dia das Mães, Nat King Cole, Paul Anka, Sammy Davis Junior, Neil Sedaka, Connie Francis, tudo era motivo para que o Abraham Medina festejasse o Rio de Janeiro. Ele organizou as festas de comemoração do 4º Centenário da Cidade, construiu o Teatro República, fez e patrocinou o primeiro programa de TV ao vivo e em grande escala, o Noite de Gala. Grandes nomes da música brasileira nasceram no programa de Abraham Medina, líder absoluto de audiência.

De personalidade forte, Abraham Medina transferiu para os filhos o amor que tinha pela Cidade do Rio de Janeiro e o Rock In Rio é fruto dessa relação entre pai e filhos.

Compreendo o retorno do Rock In Rio como uma homenagem que a Prefeitura do Rio de Janeiro faz à família Medina e, em especial, ao Abraham. E, para mim é fácil entender o que move o coração do Roberto e do Rubem Medina quando eles promovem o Rock In Rio, porque é o mesmo sentimento que tenho quando vejo a minha Beija-Flor, que representa a minha Nilópolis, entrar na Avenida para ser campeã.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: