O que é a política?

A política é tema que a sociedade fez delicado pelo desconhecimento. Muita gente diz que não gosta da política, porque o que conhece da política são as notícias ruins; notícias de corrupção, desvio de caráter, confusão.

Esse sentimento me intima a começar o texto pela definição de política e não preciso buscar nos livros os conceitos rebuscados, que os estudiosos e teóricos usam. Posso ir pelos exemplos. Imagine-se na situação de receber do seu filho um pedido para chegar tarde em casa e deixar de fazer a lição encomendada pelo professor. Ou, do mesmo modo, ponha-se na situação de discutir com os moradores de seu prédio a disposição dos carros na garagem. Ou, ainda, o desejo de discutir com o seu patrão um aumento de salário, e etc.

A política é a solução dos conflitos por meios pacíficos, negociados. Quando se parte para a brutalidade, para a violência, para a guerra, é porque a política deixou de existir.

E, os conflitos mais permanentes nas nossas vidas são os conflitos com o Estado, com os governantes, por vezes com os juízes, até. Queremos, por exemplo, que os impostos que pagamos sejam utilizados no financiamento dos serviços que nos interessam. E, quando os governos não agem assim, cria-se um conflito entre nós e os governos. Como resolvê-lo? Há vários caminhos, sem dúvidas e um deles pode ser a violência. Se esse for o caminho escolhido, a política estará dispensada.

Qual o caminho, então, pela política, para exigir que os governos façam a nossa vontade? A participação, a pressão popular, a discussão pública, o trabalho intenso de organização social. E o melhor instrumento é o voto. É o exercício pleno da liberdade de escolher aqueles que vão comandar os governos e, porque não dizer, também aqueles que fiscalizarão os governos e as atividades públicas.

Mas, você poderá dizer: deputado, eu tenho votado e nada consegui mudar com o meu voto. Posso garantir a você que muita coisa tem mudado e você, talvez, não tenha percebido.

Pelo voto, o povo exigiu leis que garantam mais qualidade de vida. Ao longo do tempo, desde a volta da democracia, o povo tem escolhido parlamentares e governos em todo o Brasil que criaram, por exemplo, a Lei do Direito do Consumidor; a Lei Maria da Penha; a lei que protege os direitos das pessoas com deficiência, e muitas outras. Pelo voto, com o uso correto da política, o povo escolheu um governo que acabou com a inflação e outro governo que reduziu a pobreza, a miséria. Esse é o papel da política.

A política é um tipo de relação social entre os políticos e a sociedade, que vota, que decide, que escolhe. E, quando o político atende os anseios do povo, ele corresponde. Permitam-me citar o meu exemplo. Estou há 40 anos na política. Comecei como prefeito da minha cidade, Nilópolis, depois de ser professor e diretor de escola.

Não sou um homem de fortunas, nem de uso da máquina pública. Tenho tido a responsabilidade de conduzir a minha vida de modo limpo. Fui reeleito nove vezes para a Câmara dos Deputados, sempre bem votado na minha cidade.

Como são os meus dias em Brasília? São fazendo da política um instrumento de trabalho, nas conversas com os ministros, com as autoridades; são de presença constantes nas Comissões da Câmara, nas reuniões da Mesa Diretora, no plenário, sempre na defesa dos interesses da nossa gente.

É assim que entendo a política. Ela é um instrumento de trabalho para mim e para os meus eleitores. Com ela, abro portas, cobro providências, exijo obras que melhoram a qualidade de vida da população.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: