Itaperuna

Estive na cidade de Itaperuna com o ex-prefeito Péricles Olivier de Paula. Um excelente encontro, construído pelo Senador Francisco Dornelles, de quem o Péricles é primeiro suplente. Estou certo de que terei um bom número de votos dos eleitores de Itaperuna, por conta da liderança que exercem o Péricles e o Dornelles na Cidade.
_____

Na língua Guarani, Ita, quer dizer pedra; una, preta e per, caminho. Quando juntamos as três palavras temos, na língua guarani, Itaperuna, que traduzido quer, então, dizer, caminho da pedra preta.

O vocábulo ou topônimo (Nome próprio de lugar, ou de acidentes geográficos) apareceu oficialmente pela primeira vez no Decreto n. 2.810, de 24 de novembro de 1885. Foi criado pelo Dr. Francisco Portela, médico da prefeitura de Campos e depois presidente da Estrada de Ferro do Carangola.

Caçador nas horas de folga, o Dr. Francisco encontrou nas matas da região onde está hoje a cidade de Itaperuna, uma grande pedra na parte ocidental da freguesia de Santo Antônio do Carangola. A parte alta da pedra lembra o dorso de um elefante. O médico lhe deu o nome, então, de “Pedra do Elefante” e ao local onde ela se localiza, “caminho da pedra preta” – Itaperuna.

O fato está registrado no livro Terra da Promissão, do Major Porphirio Henriques.

A história política de Itaperuna dá notícias de ter sido, a Câmara Municipal da Cidade, a primeira realmente republicana do Brasil, depois do período monárquico. Mas, o lado interessante e mais curioso da história política da cidade fica com as bandas de música, que existiram no século XIX, no tempo do governo do Marechal Floriano Peixoto. A União Itaperunense representava os governos do estado e federal; a Firme União a oposição.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: