Homenagem aos aposentados

O SR. DEPUTADO SIMÃO SESSIM

(Pronunciou o seguinte discurso em 30/03/10)

Senhor presidente, senhoras e senhores deputados, esta Casa prestou ontem uma justa e merecida homenagem aos aposentados deste País.
Aproveito, agora, este exíguo momento que me é dado, nesta tribuna, para manifestar de público o carinho e o respeito que sempre dediquei ao longo de minha vida aos meus queridos e amados idosos, aposentados e pensionistas.
Fiquei muito feliz, senhor presidente, com os temas que foram abordados ao longo da sessão solene comemorativa ao Dia Nacional do Aposentado, que, na verdade, acontece em 24 de janeiro.
Entre as propostas apresentadas ontem no auditório Ulysses Guimarães, estavam a votação do Projeto de Lei 3299/08, que extingue o famigerado fator previdenciário; a PL 4434/08, que visa a recuperação das perdas nos vencimentos de aposentados; a PL 1/07, a que vincula o aumento das aposentadorias ao reajuste do salário mínimo; e a PEC 55/06, que extingue a cobrança de contribuição previdenciária sobre proventos de servidores públicos inativos.
Eu, particularmente, fico bastante sensibilizado com as propostas aqui citadas, porque vêm de encontro aos meus propósitos de promover justiça, a partir desta Casa, a esse segmento de cidadãos que tanto representou e ainda representa para o nosso País.
O ideal, senhor presidente, é que os aposentados não precisassem de lei para determinar a eles os seus justos e incontestáveis benefícios. Lamentavelmente, não é o que acontece.
Por isso mesmo, senhor presidente, sou autor de uma proposta de Projeto de Lei que concede isenção total do Imposto de Renda da Pessoa Física aos rendimentos da aposentadoria e pensão, inclusive sem limite de idade.
Com certeza, os meus pares, nesta Casa, haverão de cuidar desta minha proposta com muita dedicação e carinho. Até porque, senhor presidente, estamos falando de milhões de pessoas que dedicaram toda a sua vida ao desenvolvimento, ao progresso deste País, embora continuem não merecendo da sociedade brasileira o respeito que lhe é divido.
Por isso mesmo, senhor presidente e nobre deputados, é que precisamos conscientizar o mais rápido possível, o governo sobre a necessidade da promoção de políticas públicas de valorização de quem jádeu suor e sangue por esta Nação, mas que, infelizmente, continua sendo tratado com desprezo, vilipêndio.
Não podemos esquecer que em 20 anos, o Brasil será o sexto país do mundo com maior número de pessoas idosas, fato que deve servir de alerta para que todos nós, governo e sociedade, nos preparemos para essa nova realidade.
Muito obrigado, senhor Presidente!

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: