Discurso do dia 15/09/2011

Discurso do dia 13/09/2011

Discurso do dia 13/09/2011

O SR. SIMÃO SESSIM (PP-RJ. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, quero parabenizar a Secretária de Cidadania e Direitos Humanos de Nilópolis, na Baixada Fluminense, Profa. Nilcéa Cardoso, pela brilhante iniciativa de implantar na rede pública de ensino do Município o Projeto Circuito AfroNil.
Trata-se, como bem frisou a ilustre professora nilopolitana, de uma proposta em parceria com Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – que também ajudamos a instalar na cidade – que se alinha com os anseios de mudança da atual configuração social para um modelo em que a solidariedade, a tolerância e o respeito à diferença estejam permeando as relações em todos os aspectos da vida cotidiana.
Quero também estender os nossos cumprimentos ao Prefeito Sérgio Sessim, pelo elevado espírito público com que escolhe os seus auxiliares.
Obrigado, Sr. Presidente.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO PELO ORADOR

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, todos nós sabemos, e eu melhor ainda, na condição de professor e educador, que a escola é o lugar da construção, não apenas do conhecimento, mas, sobretudo, da identidade e de valores.
Dados do Censo 2010, do IBGE, dão conta de que mais de 50% da população da cidade de Nilópolis se declara afrodescendente. E não é à toa que a escola de samba Beija-Flor constantemente celebra a beleza cultural negra em seus enredos, cantados em prosas e versos, em todo o mundo.
Por isso mesmo, Sr. Presidente, é que venho à tribuna desta Casa para parabenizar a Secretária de Cidadania e Direitos Humanos de Nilópolis, na Baixada Fluminense, Profa. Nilcéa Cardoso, pela brilhante iniciativa de implantar na rede pública de ensino do Município o Projeto Circuito AfroNil.
Trata-se, Sr. Presidente e nobres Deputados, como bem frisou a ilustre professora nilopolitana, de uma proposta em parceria com Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – que também ajudamos a instalar na cidade – que se alinha com os anseios de mudança da atual configuração social para um modelo em que a solidariedade, a tolerância e o respeito à diferença estejam permeando as relações em todos os aspectos da vida cotidiana.
Sabemos, também, que o Brasil, país formado a partir de heranças culturais europeias, indígenas e africanas, jamais contemplou de forma equilibrada essas contribuições no seu projeto educacional. Ao contrário, sempre insistiu em estabelecer nos bancos escolares a visão eurocêntrica, de forma a perpetuar estereótipos e preconceitos.
Daí, Sr. Presidente, a importância do Projeto AfroNil para a clientela da rede de ensino público de Nilópolis, que, de forma definitiva, se alia à Lei 11.645/08, que não só altera a LDB como também passa a promover uma educação que reconhece e valoriza a diversidade, comprometida que deve estar com as origens do povo brasileiro.
São iniciativas com esta que nos deixam cada vez mais convictos de que o Brasil é um país que caminha a passos largos na direção do respeito e da dignidade que todos os nossos irmãos merecem.
Estendo os meus votos de louvor também ao jovem Prefeito Sérgio Sessim, pelo seu elevado espírito público, o que lhe permite tão bem escolher auxiliares para o seu Governo com a qualidade, a capacidade e a sensibilidade da ilustre Profa. Nilcéa Cardoso.
Muito obrigado, Sr. Presidente.

Comentário

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: